sábado, 19 de outubro de 2013

OPINIÃO: Chapada, eu te amo!

Quando se fala em turismo em Mato Grosso, automaticamente vêm à mente Chapada dos Guimarães e Pantanal. 

Não foi diferente, quando Cuiabá resolveu se candidatar a sediar uma das etapas da Copa de 2014. 
Nos argumentos de convencimento, tanto no material impresso como no material de vídeo, Chapada dos Guimarães figuram em destaque, onde o Véu de Noiva apareceu lindo; a Salgadeira, reestruturada; o Portão do Inferno, um atrativo a mais; além do Mirante e tantos outros atrativos muito bem apresentados. 
Imediatamente, políticos e pretensos políticos não se fizeram de rogados e, com entusiasmo impressionante, prometeram transformar a cidade de Chapada e reestruturar os pontos turísticos, surgindo inclusive a possibilidade da instalação de um teleférico e a duplicação da Rodovia Emanuel Pinheiro. 
Participei, como convidado, de uma dessas reuniões e fiz questão de registrar algumas imagens, as quais guardarei para um momento oportuno. 

Nos meus ouvidos ainda estão latentes as vozes entusiasmadas dos políticos, prometendo de tudo, pois dinheiro, segundo eles, não era problema. As emendas parlamentares já estavam aprovadas e o dinheiro, pronto para ser liberado. Era só apresentar os projetos! 

Mas que triste frustração que todos nós, amantes da Chapada, tivemos. Não merece nem comentar como estão os pontos turísticos da Chapada: uma vergonha! E o teleférico – O dinheiro o “gato comeu”, assim como a duplicação da rodovia. 

E a cidade? Tínhamos um prefeito, que é irmão do atual vice-governador. 

Era a nossa esperança. Agora, vai! Mas que nada, o irmão do ex-prefeito preferiu investir em fazenda lá pelas bandas do Manso e Chapada, mais uma vez, ficou esquecida. A infraestrutura está lastimável. 

Embora um pouco tarde, tentando recuperar o tempo perdido, foi reativada a Aprodec, e unindo forças a sociedade civil e os amantes da Chapada passaram a peregrinar de secretaria em secretaria, cobrando dos Poderes Públicos uma solução para o impasse, que poderá ser catastrófico se nenhuma ação emergencial for implementada, devendo nos contentar com o mínimo que ainda é possível ser feito para melhorar Chapada antes da Copa de 2014. 

E os associados dessa entidade, que tem como lema “a união faz a força”, estão dispostos a não arredar os pés, enquanto as promessas não virarem realidade. E os primeiros resultados já estão surgindo. 

A Salgadeira, que está sob a responsabilidade da Secopa, já foi licitada, para iniciarem as obras em janeiro de 2014. A sinalização dos pontos turísticos também será por conta da Secopa. 

A duplicação da rodovia já deu um grande passo para seu licenciamento ambiental. A melhor solução para essa rodovia é sua privatização, transformando-a em uma estrada-parque. 

Os demais pontos turísticos ficaram por conta das secretarias de Turismos e de Cidades. 
As obras de capitação de água já iniciaram e estão a todo vapor e esta é uma das melhores noticias, pois irá solucionar um velho e gravíssimo problema. 

O que ficará por conta do município são a reurbanização e a infraestrutura do Centro da cidade. Se tiver boa vontade não será muito difícil, mais precisa iniciar já. A conscientização de uma cidade limpa ajudará bastante a mudar o aspecto da região central, mas os bares e restaurantes dessa área nobre devem também dar a sua contribuição repaginando os seus estabelecimentos, principalmente quanto a higiene, limpeza e atendimento. 

Resta-nos, amantes da Chapada, encarar a Copa como um ponto de partida e não um ponto de chegada. 
O governo tem que ter em mente que os investimentos feitos a Fifa não os levará para a Europa. Ficarão como legado para a cidade e sua gente. 

De tudo isto, fica uma lição de que, quando uma comunidade quer, e vai à luta, sem interesses outros, a não ser o bem de sua cidade, ela consegue. 

Até agora, para o turismo de 2014, Chapada é uma propaganda enganosa. E isto é ruim para Mato Grosso. 

Vamos fazer uma corrente positiva e propalar aos quatro ventos: Chapada, eu te amo! 

*OTACÍLIO PERON - um amante de Chapada 

Eliene se livra de um inquérito mas juízo de Chapada manda outro caso ao STF


Esse inquérito teria sido instaurado em Chapada em 2010.
O parlamentar tem outras pendengas judiciais.


Do Olhar Jurídico

Começou a tramitar no Supremo Tribunal Federal (STF) mais um inquérito contra o deputado federal Eliene Lima (PSD-MT). O caso foi encaminhado pelo juízo da comarca de Chapada dos Guimarães (60 km de Cuiabá) porque, na condição de parlamentar, Lima tem foro perante o STF. O ministro Luiz Fux assumiu a relatoria do inquérito. 

De acordo com despacho assinado pelo ministro, trata-se de inquérito policial instaurado para apurar crimes ambientais supostamente cometidos pelo deputado mato-grossense e por Jeovah Feliciano de Souza. Fux não forneceu mais informações.

No despacho, Fux determinou que o Ministério Público Federal (MPF) se manifeste sobre o caso. No STF, o inquérito está em tramitação desde o último dia 10. O ministro assinou o despacho na última segunda-feira (14). 

Jeovah de Souza é advogado, presidente do sindicato rural de Chapada e integrante da diretoria da federação da agricultura e pecuária de Mato Grosso e também figura como réu em ação penal decorrente da operação Jurupari, realizada pela Polícia Federal em 2010 no estado. O Olhar Jurídico não conseguiu contato com Souza. 

O advogado Valber Melo, que defende Eliene Lima, disse que ainda não teve acesso ao inquérito e que por isso prefere não se manifestar. Esse inquérito teria sido instaurado em Chapada em 2010. O parlamentar tem outras pendengas judiciais. 

Arquivamento

Conforme revelado pelo Olhar Jurídico no último dia 9, o MPF emitiu parecer solicitando o arquivamento de inquérito instaurado para apurar o envolvimento do deputado com o esquema desbarato pela Jurupari.
Consequentemente, a ministra Cármen Lúcia Rocha acabou arquivando o inquérito nesta semana. 

De acordo com investigações que culminaram na operação Jurupari, empresários, madeireiros, servidores públicos, engenheiros ambientais e assessores de políticos teriam participado de esquema cometendo desmatamento ilegal, invasão de terras públicas e destruição de florestas em áreas protegidas, entre outros crimes. A estimativa é que as irregularidades resultaram em danos ambientais de aproximadamente R$ 900 milhões.

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Horário de verão: economia de energia é capaz de manter Chapada dos Guimarães por um ano

No estado, 32 municípios da região do Araguaia não devem mudar o horário.
Horário de verão começa no próximo domingo (20).

Economia de energia sustentaria Chapada por
11 meses (Foto: reprodução/Ilustração)
Do G1

Em Mato Grosso, o próximo horário de verão, que vai começar no próximo domingo (20), deve economizar energia suficiente para abastecer a cidade de Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá, por quase um ano. Segundo estimativa da concessionária de energia do estado (Cemat), com o adiantamento do horário normal em uma hora e meia, devem ser economizados 24.322,36 megawatts de energia até o dia 16 de fevereiro de 2014, quando se encerra o período. Quantidade suficiente para suprir o consumo de energia em Chapada por 11 meses.

Essa economia será decorrente das localidades abastecidas pelo Sistema Interligado Nacional (SIN) que corresponde a 99,8% da energia distribuída no estado. Já no Sistema Isolado formado por apenas três localidades atendidas por pequenas usinas termoelétricas a diesel, que representa 0,2% da energia distribuída pela Cemat, a previsão de economia é de 21,78 megawatt. Com o horário de verão, essas usinas deixarão de consumir 6.533 litros de diesel.

A redução da demanda por potência no chamado ‘horários de ponta‘, das 18h às 21h, período do dia em que o consumo é mais intenso, deve chegar a 4,2% no estado. Economia maior do que a registrada no último horários de verão, quando foram economizados 4,06%.

Essa é a 43ª edição do horário de verão no Brasil. Neste ano, apenas os estados das regiões sul, sudeste, centro-Oeste e o Distrito Federal vão aderir ao horário especial. O horário de verão foi criado com o objetivo de reduzir a demanda de energia elétrica no ‘horário de ponta‘, ao permitir que os dias se tornem mais longos e consequentemente proporcione mais tempo de iluminação solar.

O principal benefício da redução da demanda é a otimização do sistema elétrico – decorrente do menor carregamento nas linhas de transmissão, subestações, sistemas de distribuição de energia – e a redução de geração térmica. A diminuição da demanda de ponta permite ainda poupar a água dos reservatórios das hidrelétricas, que deverão estar bem abastecidos para quando iniciar o período de seca.

Horário diferenciado


No estado, 32 municípios que integram a região do Araguaia não devem mudar o horário, segundo a Cemat. Isso porque, regularmente, essas cidades acompanham o fuso oficial de Brasília, que é uma hora acima do horário local da maioria dos municípios de Mato Grosso. Menos no horários de verão, quando acompanham o horários de Mato Grosso.

Conforme a Cemat os municípios que não vão aderir ao horário de verão 2013 são: Barra do Garças, Água Boa, Alto da Boa Vista, Alto Araguaia, Alto Taquari, Araguaiana, Araguainha, Bom Jesus do Araguaia, Campinápolis, Canabrava do Norte, Canarana, Cocalinho, Confresa, General Carneiro, Luciara, Nova Nazaré, Nova Xavantina, Novo Santo Antônio, Novo São Joaquim, Pontal do Araguaia, Ponte Branca, Porto Alegre do Norte, Querência, Ribeirão Cascalheira, Ribeirãozinho, Santa Cruz do Xingu, Santa Terezinha, São Félix do Araguaia,São José do Xingu, Serra Nova Dourada, Torixoréu e Vila Rica.

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Prefeitura de Chapada anuncia Festival de Inverno para fim do ano

Governo do Estado deve liberar R$ 400 mil para o Município.

Foto (reprodução)
Do MídiaNews

A secretária municipal de Turismo, Cultura e Meio Ambiente, Sônia Bezerra dos Anjos, informou que a Prefeitura de Chapada dos Guimarães (67 km ao Norte de Cuiabá) não desistiu de realizar, ainda neste ano - muito provavelmente, antes de dezembro - o tradicional Festival de Inverno.

Apesar de o inverno ter acabado no dia 20 de setembro, a secretária disse que a denominação do evento será mantida, pois esse é o nome do projeto aprovado pelo Governo do Estado.

Ao contrário das edições tradicionais, segundo Sônia Bezerra, o evento terá uma dimensão menor, limitada a shows regionais, programação cultural e vai ocorrer apenas em um final de semana, como o Festival de Jazz. 

“Planejamos fazer na quinta, sexta, sábado e o encerramento no domingo”, explicou.

Em 2012, o evento trouxe shows de Zé Ramalho, Alexandre Pires, Chitãozinho e Xororó e Paralamas do Sucesso.

O Governo do Estado, por meio das secretarias de Turismo (Sedtur), Cultura e a Secopa, deve liberar R$ 400 mil para a parceria.

Sônia Bezerra disse que o aporte financeiro não será em espécie, mas por meio de parceria para a montagem do palco, iluminação, banheiros químicos, pagamento das bandas. 

Em contrapartida, o Município pretende fazer sua parte no projeto, com a organização para o fechamento das ruas da cidade e alimentação da equipe que vai atuar no evento.

“O orçamento está reduzido, mas nem por isso vamos deixar de ter música de boa qualidade e atrações diferenciadas que envolvam a comunidade, além de mostra de fotografia”, explicou.

A Prefeitura de Chapada dos Guimarães aguarda o Estado liberar os recursos para oficializar a a realização do evento.

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Delegado diz que indício é de que estudante se suicidou

Perícia aponta que Liandre, 26, caiu de uma altura de 70 metros, no Mirante.
Pai de Liandre embarcara com destino a Mato Grosso na madrugada de hoje (9).

(Foto:reprodução Facebook).
Do MidiaNews

O delegado de Chapada dos Guimarães (67 km ao Norte de Cuiabá), Bruno Lima Barcelos, disse nesta quarta-feira (9), em entrevista ao MidiaNews, que acompanhou, “do início ao fim”, o exame de necropsia feito no corpo da estudante universitária Liandre Ferreira Pereira, 26, e afirmou que não há indícios de que a jovem tenha sofrido algum tipo de violência física ou sexual, antes de cair no penhasco do Mirante, na segunda-feira (7).

De acordo com o delegado, a Polícia Civil já possui informações e indícios suficientemente fortes de que trata-se de um caso de suicídio, tendo descartado qualquer outra linha de investigação

Segundo Barcelos, Liandre estava com o rosto irreconhecível, devido à queda livre de aproximadamente 70 metros de altura, mas que detalhes como características físicas e objetos pessoais que usava, bem como os documentos pessoais que portava, auxiliaram no reconhecimento do corpo.

“Ela caiu de cabeça em um galho de árvore, mas conservava nos braços uma pulseira e um relógio intactos. Além disso, os brincos dela também não foram danificados e havia uma tatuagem de coruja, no ombro direito. Qualquer amigo dela reconheceria o corpo imediatamente”, afirmou.

"O quadro todo possui indícios fortes de suicídio. Ela não tinha inimigos e os amigos dizem que ela era uma pessoa alegre, bem relacionada e querida por todos"“O quadro todo possui indícios fortes de suicídio. Ela não tinha inimigos e os amigos dizem que ela era uma pessoa alegre, bem relacionada e querida por todos. Nas redes sociais, todos podem observar que ela está sempre sorrindo e alegre em suas fotos”, disse o policial.

A Polícia apreendeu um notebook e um celular, que eram usados pela estudante e que serão periciados, antes de serem devolvidos aos familiares. 

Barcelos adiantou que a Polícia já tem ideia do que pode ter motivado o suicídio da jovem, mas que ainda aguarda confirmação das informações, antes de divulgá-las.

Segundo o delegado, Liandre não possuía familiares em Cuiabá, apenas em Brasília (DF), e estava finalizando mestrado em Bologia na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), sob orientação do professor João Batista de Binho. Ele, inclusive, foi o primeiro a fazer o reconhecimento do corpo da jovem.

Depressão

Segundo o delegado, as informações de que a estudante sofria de depressão foram repassadas pelo orientador à Polícia.

“Ele contou que há 20 dias, Liandre teria conversado com ele e dito que estava em depressão. Por isso, ele tomou o cuidado de tirá-la das atividades de campo, que eram desenvolvidas em Porto Cercado (em Poconé). E, como ela estava no final do mestrado, a colocou para desenvolver atividades internas”, disse.

Na semana passada, a jovem teria voltado a conversar com o professor e teria dito que já estava se sentindo melhor e que queria voltar a desenvolver as atividades de campo, o que foi aceito pelo orientador.

"O professor contou que, há 20 dias, Liandre teria conversado com ele e dito que estava em depressão. Por isso, ele tomou o cuidado de tirá-la das atividades de campo"“No sábado, ela já estava de volta à Porto Cercado e pediu ao professor autorização para usar o carro que ficava no local, à disposição dos alunos para deslocamento, para levar uma estagiária até o aeroporto [Marechal Rondon, em Várzea Grande]”, afirmou o delegado.

De acordo com Barcelos, no domingo (6) pela manhã, Liandre levou a estagiária para o aeroporto e, na volta, ela teria decidido ficar em Chapada dos Guimarães.

“Ela, inclusive, chamou a atenção do proprietário do hotel, o senhor Edmilson, porque estacionou o carro em frente e ficou dentro, com tudo fechado, por cerca de 1h30, de cabeça baixa”, disse.

O proprietário do hotel ainda será ouvido pelo delegado, mas já adiantou que Liandre se registrou às 18h, saiu para fazer um lanche na cidade, voltou e saiu novamente apenas na manhã de segunda-feira (7), afirmando que iria para Campo Verde (a 90 km de Chapada).

“No caminho, porém, ela parou no Mirante. A Polícia Militar viu o veículo estacionado lá no início da tarde, mas, como se trata de um ponto turístico e havia vários carros parados no local, não deu atenção ao fato. Quando, por volta das 22h, os PMs verificaram que o carro continuava no mesmo lugar, entraram em contato com a Polícia Civil”, disse.

Barcelos já entrou em contato com os familiares de Liandre, em Brasília, e obteve a informação de que o pai embarcara com destino a Mato Grosso na madrugada de hoje (9), devendo chegar à Chapada dos Guimarães para fazer o reconhecimento do corpo e conversar com o delegado somente à noite.

“Esperamos a chegada dele para ser ouvido e para liberação do corpo”, disse.

"Esperamos a chegada dele [pai de Liandre] para ser ouvido e para a liberação do corpo"Indícios

Segundo o delegado, dentro do carro, além do bilhete de despedida e dos pertences da jovem, também foram encontrados oito garrafas de cerveja vazias.

O bilhete, conforme Barcelos, estava escrito em frente e verso, com telefone do professor João Batista e o pedido para que entregassem o veículo a ele e suas roupas , à família.

“O papel apresentava sinais de que a caneta chegou a falhar algumas vezes, porque ela rabiscou bastante para a tinta sair”, disse.

Depoimentos

Durante a semana, o delegado deverá colher os depoimentos dos amigos mais próximos e dos familiares de Liandre, para dar prosseguimento ao inquérito.

Filme “Wall E” será apresentado no bairro Aldeia Velha

"Sopa de Cinema"

Divulgação
Da Redação

Depois do filme Tainá agora entra em cena a animação “Wall E” (EUA-2008), que será apresentada nesta quinta-feira (10.10), ás 19h, no município de Chapada dos Guimarães, gratuitamente pelo projeto Sopa de Cinema, do Ponto de Cultura da OCA.

Este longa metragem, dirigido por Andrew Stanton, é uma continuidade projeto com o tema “Preservação da natureza e respeito à diversidade”, onde é esperado o mesmo público da estréia, conferida por pelo menos 130 pessoas, na Escola Thermozina de Siqueira, no bairro Aldeia Velha.

O filme conta a história de um robô chamado “Wall E”, criado para limpar a Terra coberta por lixo em um futuro distante. Vivendo em solidão, ele tem por única companhia uma televisão onde assiste imagens de antigos filmes musicais. Quando uma missão de rastreamento de vida chega à terra, ele se apaixona por outro robô chamado EVA, e a segue para o espaço em uma aventura que irá mudar seu destino e o destino da humanidade.

O Sopa de Cinema é uma ação do Ponto de Cultura da OCA, projeto da Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso (SEC-MT), em parceria com as Secretarias Municipais de Educação, e Bem Estar Social de Chapada dos Guimarães. A sessão é gratuita e aberta a toda comunidade da cidade, especialmente pais e alunos.

Santos Neves é empossado como secretário de governo de Chapada

“Estou cumprindo uma promessa de campanha".

Ato de assinatura de nomeação do novo secretário
DO ECOS DA SERRA

Com a presença de vereadores, secretários municipais, lideranças comunitária e do deputado federal Valtenir Pereira, tomou posse ontem (07), o secretário de governo da prefeitura municipal de Chapada dos Guimarães, Joel Santos Neves. A indicação de Santos para o cargo foi aprovado por unanimidade na Câmara de Vereadores. 

Durante a solenidade de posse, o prefeito José Neves ressaltou a importância da nomeação de Santos para o cargo, por ser uma pessoa de bom relacionamento com todos, sempre solicito e pronto a ajudar a solucionar os problemas trazidos pela população. 

“Estou cumprindo uma promessa de campanha que fiz durante a campanha, a demora na nomeação foi por conta de impedimentos jurídicos, mas agora o Santos está nomeado dentro dos princípios morais, éticos e revestido da legalidade exigido na administração municipal”, comentou.

Santos será o intermediador dos assuntos entre o Executivo e Legislativo. De acordo com o presidente da Câmara, vereador Carlinhos do PT, será de suma importância ter um uma pessoa designada para estreitar o relacionamento entre a Câmara e a Prefeitura.

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Corpo de jovem de 26 anos é encontrado no Mirante em Chapada dos Guimarães

Segundo o proprietário de um hotel, a jovem chegou na cidade no domingo (06) pela manhã.

Liandre Ferreira Pereira
Da Redação - Walmir Santana

O corpo de uma jovem de 26 anos identificada como Liandre Ferreira Pereira, foi encontrado na manhã desta terça-feira (08), no Mirante (7 km do centro da cidade), em Chapada dos Guimarães. De acordo com as primeiras informações a jovem era estudante da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), e atualmente fazia mestrado na área de ecologia.

Conforme a polícia e o Corpo de Bombeiros que fizeram o resgate do corpo, a jovem teria caído de altura de aproximadamente 80 metros. Com as dificuldades do local para o resgate o Grupo de Resgate Aéreo de Mato Grosso (Graer-MT) foi acionado e ajudou na retirada do corpo que foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). 

A hospedagem

Segundo o vereador no município de Chapada dos Guimarães e proprietário de um hotel, Edmilson de Freitas, a jovem chegou a cidade no domingo (06) pela manhã, e hospedou-se no seu estabelecimento próximo a prefeitura. Segundo o proprietário, a jovem se trancou no quarto e saiu apenas na manhã de segunda-feira (07). Ao saber sobre o ocorrido na manhã desta terça-feira (08), Edmilson foi até ao Mirante e reconheceu o carro que estava com a jovem.

O bilhete

A polícia informou que na noite desta segunda-feira (7) foi localizado um carro com a chave no contato e um bilhete que teria sido escrito pela vítima que pedia para entregar o veículo ao proprietário que era um professor dela. Liandre pedia ainda que os pertences fossem entregues a família. O professor informou à polícia que a estudante sofria de depressão.

Com informações de A Gazeta e Ecos da Serra.

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Belezas de Chapada dos Guimarães não podem ser exploradas

De todos os pontos turísticos de Chapada dos Guimarães (67 km ao norte de Cuiabá) 2 chamam a atenção pelos atrativos opostos que oferecem. Enquanto a beleza da grande queda d"água do Véu de Noiva impressiona, a obscuridade do Portão do Inferno também interessa muitas pessoas curiosas por suas histórias de mistério e mortes. Famosos por serem belas formações geológicas, tanto um quanto o outro não estão totalmente abertos ao público. Assim como a maioria das paisagens de Chapada, o Portão do Inferno e o Véu de Noiva tiveram que ter suas visitações restritas devido à degradação natural e àquela causada por um turismo desorganizado ocorrido ao longo do anos.

O primeiro fechamento do Véu de Noiva aconteceu em 2008, após o desmoronamento de um dos lados da cachoeira que causou a morte de uma garota de 17 anos de idade, além de ter deixado feridas outras 20 pessoas. Na época, o local era administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e teve que ser totalmente interditado. Depois de anos gerenciado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o Véu foi transferido para o ICMBio, responsável pelas Unidades de Conservação (UC) do país.

Depois de formulado um novo plano de manejo com normas e diretrizes determinando seu funcionamento, o Véu de Noiva foi reaberto, parcialmente, em 2009. Desde então, a entrada e saída no local passaram a ter horários, assim como algumas trilhas foram proibidas. Hoje, só existe uma que dá acesso a um dos lados da cachoeira. Entrar na água já não é mais permitido.

Acompanhado de Davi, 4, o catarinense Jairo Hunoff, 51, diz não entender porque fecharam "quase tudo" da Chapada. Em visita ao Véu de Noiva pela segunda vez ele não pode entrar na cachoeira, como fez da primeira vez que conheceu o local. Jairo conta que o garoto reclamou com o pai de ter que ficar tão distante da água.

"Eu vim a Chapada nos anos 90 e conheci os melhores pontos turísticos da cidade. Naquela época, pude tomar banho nas cachoeiras, na Salgadeira, tinha um restaurante perto do Portão do Inferno, tinha algumas trilhas para fazer. Agora, tenho 2 dias para ficar e não sei o que aproveitar".

Moradora do Véu há 30 anos, Ivonete do Carmo, é dona do único restaurante da região, que aliás, corre o risco de ser retirado pela Justiça. Ela diz que nos últimos anos, desde que o Parque passou a ser administrado pelo ICMBio, o acesso ao local ficou cada vez mais difícil. Por conta disso, o movimento em seu restaurante caiu até 95%.

"Estão tratando o Parque de forma ecológica, esquecendo de seu potencial turístico. Com a maioria dos pontos fechados e o Véu de Noiva que é um dos cartões postais de Chapada, com a visitação restrita, resta pouca coisa para o turista fazer".

MISTÉRIO - O limite entre Cuiabá e Chapada é marcado por uma curva estreita, sinuosa e perigosa. É lá que fica o Portão do Inferno, um canyon de aproximadamente 50 metros de altura, palco de várias lendas e mitos. O nome tem origens distintas, uma delas é relacionada ao período medieval em que tudo o que apontava para baixo era considerado "obra do diabo", logo o lugar teria ganho o nome de inferno por simbolizar uma das casas do demônio.

Outra se refere à época da ditadura militar, em que presos e procurados políticos eram jogados no penhasco, muitas vezes, vivos. Com o tempo, o Portão teve esse nome fortalecido também pelas dezenas de acidentes automobilísticos ocorridos naquele trecho, que já levaram à morte de muitas pessoas.

O local é de responsabilidade do ICMBio e desde 2011 não possui mais a famosa pamonharia, frequentada pelos turistas que visitavam o penhasco. Placas orientam quanto à proibição de acessar a área, assim como a interdição total para qualquer outro tipo de atividade.

Para a psicóloga Helen Capistrano, a curiosidade das pessoas em visitar um lugar onde várias outras morreram vítimas de acidentes pode ser explicada como mais um dos elementos místicos de Chapada. Segundo ela, apesar do nome e histórias relacionadas a coisas ruins e pesadas, o Portão do Inferno poderia ser utilizado de forma mais positiva.

"Acredito que esse ‘fantasma" criado em torno do Portão deve ser desconstruído. As pessoas poderiam ir até lá para apreciar a natureza, as espécies animais que ali habitam e não para estar em um local marcado por mortes e acidentes".

Além do fechamento do restaurante, a Justiça determinou também a demolição das construções existentes próximas ao Portão. Na época, um estudo elaborado por geólogos da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) apontavam que o local corria sérios riscos de desabamento.
Autor desconhecido

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Câmara municipal concede título de Cidadão Chapadense à Jane Anffe e Francisco Faiad

Através dos vereadores Monique Haddad e Joair Siqueira, Jane Anffe e Faiad são homenageados pela Câmara Municipal.


Jane ( à esquerda) e a vereadora Monique.
Da Redação - Walmir Santana

A ex-secretária de saúde e ex vice-prefeita Jane Lúcia Jabra Anffe, juntamente com o secretário estadual de Administração Francisco Faiad , receberam na sessão ordinária da última sexta-feira (27),  títulos de cidadão chapadense.

Jane se emocionou ao ser homenageada por decisão unânime dos vereadores. Para a vereadora Monique Haddad (PR), autora do projeto, dentre os serviços que ela trouxe para o município se destacam a implantação dos exames de endoscopia, fonoaudiologia, psiquiatria e tratamento para dependentes químicos.

Jane foi intercessora para a realização de obras como a reforma dos PSFs de João Carro, Água Fria. Na sessão os vereadores disseram que ela foi vista várias vezes literalmente colocando a mão na massa, quando as obras estavam sendo executadas.


Já o secretário Francisco Faiad, foi homenageado pelo apoio irrestrito e intermediação junto ao Incra e ao Intermat para acelerar o processo de regularização fundiária dos assentamentos de Jangada Roncador, além de doações de veículos para as associações de moradores, recursos para a saúde no município e maquinários para restauração de estradas, dentre outras ações.


O projeto da honraria a Faiad teve o vereador Joair Siqueira como autor, mas o secretário também teve seus trabalhos reconhecidos pelos demais vereadores, a exemplo de Beto Belufi (DEM), que afirmou que é muito fácil para ele falar de Faiad.

Prazo para filiação partidária termina neste sábado; veja as regras e evite duplicidade

Rumo às eleições de 2014.

Da Redação - Walmir Santana

Termina neste sábado (05), o prazo para que os pretensos candidatos ás eleições de 2014 tenham filiação deferida pelos partidos políticos. Este também é o último dia para que os pretendentes a cargos eletivos apontem o domicílio eleitoral na circunscrição em que pretendam concorrer. 

A exigência está no artigo 9º da Lei das Eleições (Lei 9.504/1997), que estabelece que a filiação e o domicílio eleitoral devem estar decididos até um ano antes do pleito.


Dupla filiação

Para trocar de partido, o eleitor deverá solicitar a desfiliação junto ao partido anterior e comunicá-la, por escrito, ao juiz eleitoral do seu município ou da zona eleitoral responsável pela sua filiação. Caso a comunicação não seja feita antes do dia da nova filiação, fica configurada a dupla filiação, sendo ambas consideradas nulas para todos os efeitos.

A filiação e desfiliação partidária costumam gera dúvidas e, em algumas situações, podem impedir candidaturas. Para sanar essas dúvidas a Justiça Eleitoral elaborou um sistema de perguntas e respostas sobre filiação partidária, que pode ser acessado no seguinte link: Filiação partidária.
.

Facebook pode ficar fora do ar no Brasil por postagens ofensivas da modelo Luize Altenhofen

"O Facebook não é um país soberano superior ao Brasil”.

Luize Altenhofen
Da Redação - Walmir Santana

O juiz Régis Rodrigues Bonvicino, da 1ª Vara Cível do Foro Regional de Pinheiros (SP), determinou em decisão proferida na terça-feira (2), o prazo de 48 horas para que a rede social Facebook retire do ar comentários ofensivos feitos pela modelo e apresentadora Luize Altenhofen.


As postagens foram feitas por Luize contra o vizinho Eudes Gondim Junior. Segundo Eudes, no início do ano, um dos pit bulls de Luize escapou da casa dela e avançou contra ele, a mulher e a filha de três anos, enquanto a família estava na calçada de casa. Para se defender, segundo Eudes, ele bateu na cabeça do cachorro com uma barra de ferro. O cão desmaiou e sofreu uma convulsão. A polícia foi até o local para conter o conflito.

Leia mais

Horas após a confusão, a família de Eudes estava vendo TV em casa quando ouviu um barulho. A sair para o lado de fora da casa, Eudes percebeu que o estrondo havia sido provocado por uma caminhonete Amarok, da Volkswagen, de Luize, que arrebentou e atravessou o portão.

Ordem para retirada do conteúdo


Eudes decidiu entrar com uma ação na Justiça contra Luize. No dia 5 de abril, ele conseguiu a primeira ordem para que o Facebook retirasse do ar os posts de Luize. No dia 22 de abril, a rede social pediu que fossem informadas as URLs . Ele encaminhou os links e no dia 12 de junho veio nova ordem judicial para a retirada do conteúdo.

Mais de um mês depois, o Facebook Brasil informou que não poderia cumprir a ordem pois o gerencimento do conteúdo e da infraestrutura do site estão a cargo do Facebook Inc e do Facebook Ireland, localizados no EUA e na Irlanda.

Em seu despacho, o juiz afirmou ser “uma desconsideração afrontosa à soberania brasileira, agravada pela notória espionagem estatal, oficial do governo americano. Se o Facebook opera no Brasil, está sujeito às leis brasileiras”, afirmou. Diante disso, determinou a retirada dos comentários sob pena da rede social ser retirada do ar no país todo, “porque, ao desobedecer uma ordem judicial, afronta o sistema legal de todo um país. E o Facebook não é um país soberano superior ao Brasil”.

Cabe recurso da decisão.

Com informações do Terra.

Casal que morava em área de preservação no bairro Olho D'Água ganha novo lar

Delegado de Chapada dos Guimarães, Bruno Lima Barcellos, elaborou um relatório sobre as condições encontradas no local e solicitou vistoria.

Da Redação - com assessoria

Um casal de usuários de drogas que morava em uma área de preservação permanente (APP) será transferido para um novo lar, após uma iniciativa da Polícia Judiciária Civil, em chapada dos Guimarães (67 km ao Norte). A área de preservação permanente conhecida como “Olho D’água", localizada no bairro São Sebastião, era monitorada por policiais civis, por ser uma região muito frequentada por usuários de entorpecentes.


Em uma das diligências, a equipe de investigadores abordou o casal que questionado, confessou morar no local, há 2 anos. Durante conversa, a dupla manifestou o interesse em mudar de vida e fazer tratamento para deixar as drogas.


Leia mais


Diante do problema ambiental e social, o delegado de Chapada dos Guimarães, Bruno Lima Barcellos, elaborou um relatório sobre as condições encontradas no local e solicitou vistoria da Secretária de Estado de Meio Ambiente e Secretária Municipal de Meio Ambiente de Chapada dos Guimarães, que constataram a depredação ambiental e a questão de vulnerabilidade do casal.

Os relatórios foram encaminhados ao Ministério Público, que através de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), determinou que Secretária de Assistência Social do município encaminhasse o casal para tratamento. Além do tratamento psicológico e de desintoxicação, a Assistência Social conseguiu entrar em contato com a família do usuário, que se propôs a ajudar o casal, alugando uma casa para que eles possam deixar a área de preservação permanente. A mudança do casal para o novo lar acontece nesta quinta-feira (03.10).

A Prefeitura Municipal de Chapada dos Guimarães deverá promover a revitalização da área, com limpeza da região, conserto da cerca que impede a entrada de pessoas indevidas no local e o replantio de mudas de plantas características da localidade.

Traficante foragida é presa pela Polícia Civil no Bairro São Sebastião

Há fortes indícios de que a jovem continuava atuando no tráfico de drogas


Avenida principal do bairro São Sebastião
(Foto: reprodução/ilustração)
Da Redação - Walmir Santana



Uma traficante foragida da Justiça foi presa pela Polícia Judiciária Civil, nesta quarta-feira (02), no bairro São Sebastião em Chapada dos . 

De acordo com a polícia, a acusada Keitiane Soares da Cruz, 25, foi condenada a mais de 5 anos de prisão por tráfico de drogas e estava foragida desde 2009.

Keitiane foi localizada por policiais da Delegacia de Chapada dos Guimarães durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão em uma residência no bairro.

Leia mais
Acusado de homicídio tem mandado cumprido em Paranatinga
De acordo com o delegado Bruno Lima Barcellos, há fortes indícios de que acusada continuava atuando na atividade de tráfico de entorpecentes. 

A foragida teve o mandado de prisão preventiva cumprido e será transferida para o Presídio Feminino, em Cuiabá. 

Com informações da assessoria/PJC-MT.

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Governo agiliza segunda etapa da duplicação da MT-251

Setpu entrega áo Ibama Relatório de Impacto Ambiental do trecho do Trevo de Manso a Chapada.

Foto: reprodução
DO MÍDIA NEWS

Estudo e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/Rima) para a obra da duplicação da MT-251, no trecho de 44,2 km, entre o Trevo de Manso e a cidade de Chapada dos Guimarães, já foi solicitado pelo Governo do Estado ao Ibama.


O documento foi protocolado no órgão, em Brasília, no dia 26 de setembro passado, pelo secretário de Transportes e Pavimentação Urbana (Setpu), Cinésio Nunes de Oliveira. 

O estudo, que levou um ano para ser concluído, é fundamental para a licitação do terceiro trecho de duplicação da rodovia, conhecida como "Estrada de Chapada". 

O secretário disse, por meio da assessoria de imprensa, que não há prazo previsto para que o Ibama aprove o Estudo de Impacto Ambiental. 

Após a autorização do órgão ambiental, o Governo do Estado deve abrir uma licitação para escolher a empresa que vai fazer o projeto executivo da obra. Por último, será feita a licitação dos trechos em lotes.

Durante a assinatura da ordem de serviço para a duplicação de 3,6 km da MT-251, entre o Trevo da Guia (MT-010) até a Fundação Bradesco, no dia 1º de agosto, o governador Silval Barbosa disse que o Governo tem assegurados.

São R$ 38 milhões de recursos do Prodetur para a execução da obra, mas a verba pode não ser suficiente, considerando a obra de arte estruturante, a ser construída no Portão do Inferno, a 40 km de Cuiabá, logo após o Terminal da Salgadeira. 

A duplicação da MT-251 entre a Fundação Bradesco, no bairro Alvorada, e o Trevo de Manso, de 16,7 km, foi lançada em novembro de 2009 e entregue em outubro de 2010. Foram investidos R$ 21 milhões nessa obra. 

Em agosto de 2013, foi dada a ordem de serviço de 3,6 km da duplicação, no trecho entre o Trevo da Guia e a Fundação Bradesco, com ciclovia nos dois lados da pista. 

Com previsão de um ano de execução, a obra deve consumir R$ 23,117 milhões. 

Abandono

O presidente da Associação Pró-Desenvolvimento de Chapada (Aprodec), Cacildo Garcia Macedo Júnior, considerou que a obra é importante para a cidade. “Chapada precisa de projetos e obras para o desenvolvimento. A cidade está abandonada”, disse ele.

Além da duplicação da MT-251, a associação, que reúne empresários e comerciantes da cidade, ainda cobrou a pavimentação da MT-020, entre a cidade e Manso, passando pelo Distrito da Água Fria.

O grupo esteve reunido com o vice-governador Chico Daltro, com deputado estadual Emanuel Pinheiro e com o secretário Cinésio Nunes de Oliveira, na segunda-feira (30) e terça-feira (1º), fazendo reivindicações para a cidade.

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Corregedora do TRE/MT lança força tarefa para acelerar julgamentos de processos eleitorais

Matéria publicada no site Olhar Jurídico.
Corregedora Regional Eleitoral,
 desembargadora Maria Helena Póvoas.
(Foto: Walmir Santana)
Da Redação - Walmir Santana

A corregedora do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE/MT) , desembargadora Maria Helena Póvoas, lançou na tarde desta terça-feira (01), o “Projeto Pauta Limpa”, uma força tarefa que visa acelerar os julgamentos originários das eleições 2012 que podem resultar em qualquer causa de inelegibilidade, com vistas à correta aplicação da Lei da Ficha Limpa antes das Eleições de 2014.

O lançamento foi feito durante entrevista coletiva no Gabinete da Corregedoria do TRE/MT. O projeto faz alusão a Lei Complementar nº 135, de 4 de junho de 2012, que ficou popularmente conhecida como a “Lei da Ficha Limpa”. Baseado nesta lei, a justiça eleitoral julga cada pedido de candidatura dizendo se enquadram ou não as causas de inelegibilidade.

Na coletiva a desembargadora disse que esse projeto é mais um instrumento a serviço da democracia. “Estaremos ao mesmo tempo em que cumprindo a nossa finalidade e obrigação que é apreciar toda e qualquer ação eleitoral dentro do nosso campo de atuação, possibilitando que a sociedade possa conhecer os candidatos que se habilitarem ao pleito do ano de 2014”, explicou.

Segundo a desembargadora os processos mais comuns e relevantes que infringem as Lei Eleitorais são o abuso de poder econômico, compra de votos, arrecadação ilícita e a conduta vedada de uso da máquina publica para angariar votos.

Estatísticas 

Referente às eleições de 2012, as estatísticas apontam que 27% das prestações de contas das campanhas ainda estão sem decisão. Ao todo, 12.702 infrações foram detectadas, onde 9.254 casos encontram-se julgados. Foram 473 autuações que podem resultar na cassação do diploma, 30% dos casos ainda não foram julgados. Já os casos de ações penais somam 203 autuações, destes, a metade ainda seguem sem decisão.

“Mesmo com toda a deficiência na estrutura do judiciário, nós ainda caminhamos e avançamos muito, e vamos avançar ainda mais com este projeto da corregedoria”, comentou.

Metas

A Justiça Eleitoral pretende até 19 de dezembro do ano corrente, julgar todos os processos que contêm pedidos que resultem na perda de mandado eleitvo. Já as prestações de contas referente as eleições de 2012 devem ser julgadas até abril do próximo ano. As ações penais autuadas até 30 de junho de 2012 devem ser julgadas até 30 de junho de 2014.

Estratégias

As estratégias adotadas pelo TRE/MT para reduzir os processos são: mapear e identificar os processos prioritários; fiscalizar a tramitação dos processos pela Corregedoria Regional Eleitoral; implementar um sistema de recompensas para reconhecer publicamente as zonas eleitorais que se destacarem no cumprimento das metas e complementar a força de trabalho nos cartórios eleitorias com grande acervo de processos.

Conforme a desembargadora, será feito também uma divulgação periódica por meio do site do TRE/MT e da imprensa para dar satisfação à sociedade à cerca do cumprimento da Lei da Ficha Limpa. “Nem o eleitor ficará na dúvida de quem está votando, e nem o pretenso candidato ficará na duvida se pode concorrer por razão das contas que não foram apreciadas”, disse.

Ainda de acordo com a desembargadora Maria Helena, a corregedoria mantém um mapeamento constante de todas as zonas eleitorais que enfrentam dificuldades nos julgamentos dos processos, e que de acordo com o necessário vai intensificar as ações e dar suporte aos juízes dessas regiões para acelerar a conclusão destes processos eleitorais. A força tarefa também deve ser ofertada aos cartórios eleitorais caso seja necessário.

Celeridade

Atualmente sete zonas eleitorais já obtiveram a conclusão da análise e julgamentos de todos os processos de prestação de contas de campanhas, referentes às eleições de 2012. Sendo elas, a 5ª Zona Eleitoral de Nova Mutum, 21ª Zona Eleitoral de Lucas do Rio Verde, 30ª Zona Eleitoral de Água Boa, 35ª Zona Eleitoral de Juína, 39ª Zona Eleitoral de Cuiabá, 45ª Zona Eleitoral de Rondonópolis, 50ª Zona Eleitoral de Nova Monte Verde e a 60ª Zona Eleitoral de Campo Novo do Parecis.

“A resposta rápida é o que se espera do Poder Judiciário, principalmente na Justiça Eleitoral”, comemora a desembargadora.

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Acusado de homicídio tem mandado cumprido em Paranatinga


Assessoria/PJC-MT

Um foragido da Justiça foi preso pela Polícia Judiciária Civil, na sexta-feira (27.09), em Paranatinga (373 km ao Sul). O acusado Clenilson Mirando Garcia, 24, estava com mandado de prisão preventiva em aberto, por homicídio, expedido pela Justiça de Chapada dos Guimarães (67 km ao Norte).

Policiais da Delegacia de Paranatinga prenderam o acusado, após uma denúncia anônima, feita via 197, de que um procurado estava passando pela cidade. Os investigadores localizaram o foragido, no bairro Concórdia, em frente a uma borracharia, onde foi dado cumprimento ao mandado de prisão.

Câmara de Chapada dos Guimarães presta homenagem a delegado por atuação no município

"Dr. Bruno trabalha até fora de seu horário de expediente, quando solicitado, para tentar resolver ou evitar problemas”.

Assessoria/PJC-MT

O delegado de polícia, Bruno Lima Barcellos, lotado na Delegacia de Chapada dos Guimarães (67 km ao Norte), foi homenageado pela Câmara de Vereadores do município, com moção de aplausos, pelos relevantes serviços prestados a sociedade local. A moção de iniciativa da vereadora, Professora Cidú, enaltece o trabalho do delegado e de toda sua equipe, frente à unidade da Polícia Civil em Chapada dos Guimarães.

De acordo com o texto da moção, desde que o delegado tomou posse no cargo, a sociedade tem sentido uma mudança considerável nas ações da delegacia. “Todos os crimes de homicídios praticados em Chapada, Planalto da Serra e Nova Brasilândia tiveram suas autorias descobertas e relatadas ao Fórum e muitos deles com os homicidas já presos. Foram efetuadas prisões de traficantes de grau elevado no mundo do tráfico de drogas”, relata um trecho da moção.

A vereadora enfatizou a ainda que sob o comando do delegado, a Delegacia passou a dispor de uma profissional de psicologia para atender as vítimas de violência doméstica e sexual, envolvendo crianças e adolescentes e elogiou os trabalhos preventivos, como palestras para grupos de jovens em escolas ou onde é solicitado.

“Com exemplos reais que aguçam a curiosidade e possibilitam a reflexão de todos aqueles que delas participam, principalmente dos jovens e adolescentes que as vezes ficam iludidos com as facilidades que o mundo oferece”, destaca a vereadora.

Para finalizar, a homenagem ressalta que o delegado merece a moção de aplausos por desempenhar um trabalho muito além das atribuições de um delegado de polícia. “Temos a imagem que delegado é somente punição, ou há muito tempo atrás era só isso. Dr. Bruno trabalha até fora de seu horário de expediente, quando solicitado, para tentar resolver ou evitar problemas”, conclui a justificativa.

Polícia Civil prende 3 por homicídio e um por violência doméstica em Chapada dos Guimarães

Assessoria/PJC-MT


Quatro pessoas foram presas em Chapadas do Guimarães (67 km ao Norte) em cumprimento de mandados de prisão. Três dos presos são acusados de assassinar um colega de trabalho no ano de 2006. O quarto preso teve mandado de prisão temporária expedido por violência doméstica.



Por homicídio qualificado foram presos Gonçalo de Carvalho e os irmãos Alcindo Viana de Souza e Alcidino Viana Souza. Os três trabalhavam junto com a vítima, que foi assassinada a golpe de faca em 2006 e seu corpo jogado no rio. O inquérito policial foi concluído há vários anos, mas o processo criminal estava parado por falta de localização dos autores. “Agora poderá retomar o andamento”, disse o delegado de Chapada, Bruno Lima.


Os três estavam com mandados de prisão preventiva em aberto. Já Antônio de Oliveira, teve há cerca de 20 dias a ordem de prisão decretada, após ameaçar de morte a companheira.


Todos os quatro presos na semana passada, na região do Roncador, zona rural de Chapada dos Guimarães.

MAIS ACESSADAS DA SEMANA